Lava Jato en la Argentina: las constructoras sospechadas ganaron contratos con sobreprecios de US$ 300 millones

Son cuatro empresas brasileñas que obtuvieron una decena de obras casi siempre con el apoyo del Banco Nacional de Desarrollo Económico y Social. El monto total de lo que ganaron fue US$ 9600 millones. Equivale a más del 40% de la red vial de la Argentina.

Salvar Madre de Dios

Quatro cenas se repetem ao longo dos 700 quilômetros de Amazônia que CONNECTAS percorreu no coração da América do Sul através da Estrada Interoceânica e em sua zona de influência: desertos mineiros onde antes havia floresta densa, pedaços de floresta calcinados, árvores mutiladas e cobras sobre o asfalto fugindo, junto com outros animais selvagens, de um habitat que agora se torna hostil para eles. Assim, o setor de Guacamayo da floresta peruana é hoje um areal interminável amarelo claro, como...

Salvar Madre de Dios

Quatro cenas se repetem ao longo dos 700 quilômetros de Amazônia que CONNECTAS percorreu no coração da América do Sul através da Estrada Interoceânica e em sua zona de influência: desertos mineiros onde antes havia floresta densa, pedaços de floresta calcinados, árvores mutiladas e cobras sobre o asfalto fugindo, junto com outros animais selvagens, de um habitat que agora se torna hostil para eles. Assim, o setor de Guacamayo da floresta peruana é hoje um areal interminável amarelo claro, como...

OTRAS HISTORIAS DESTACADAS DE BRASIL ...

Salvar Madre de Dios

Quatro cenas se repetem ao longo dos 700 quilômetros de Amazônia que CONNECTAS percorreu no coração da América do Sul através da Estrada Interoceânica e em sua zona de influência: desertos mineiros onde antes havia floresta densa, pedaços de floresta calcinados, árvores mutiladas e cobras sobre o asfalto fugindo, junto com outros animais selvagens, de um habitat que agora se torna hostil para eles. Assim, o setor de Guacamayo da floresta peruana é hoje um areal interminável amarelo claro, como...

O longo percorrido da Interoceânica sul-americana

No dia 11 de agosto de 2004, os presidentes: do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva; do Peru, Alejandro Toledo, e da Bolívia, Carlos Mesa, puseram a primeira pedra para construir uma ponte de 240 metros sobre o rio Acre, na fronteira entre o Brasil e o Peru. Nessa cerimônia, concretizou-se, finalmente, um sonho que os países sul-americanos tinham almejado por muitos anos: contar com uma estrada que unisse o oceano Atlântico ao Pacífico pelo centro da América do...
css.php